Bulldog Inglês
Idioma: Português Inglês Espanhol
Reserva do Rei Bulldog Inglês

Você está em: Início > Bulldog Inglês > Artigos




Com a palavra, a Criadora Lúcia Villela (Fortune City)


1 - PORQUE O BULLDOG E COMO TUDO COMEÇOU?


( rs ) Talvez para os leitores do Bullblog essa resposta pareça cola da resposta de outros criadores, mas juramos que não é não, é a pura verdade mesmo.  Tudo começou com a vontade louca de ter um Bulldog a muitos anos atrás. E porque Bulldog? Nossa, basta olhar pra ele pra saber a resposta. Ele é tudo de bom! È um pacote completo!  Não conseguimos nem imaginar criar outra raça. Nunca! Mas voltando ao como tudo começou.  Adquirir um Bull anos atrás era totalmente fora de cogitação, pois além de ser muito caro não se sabia aonde encontrar.  Finalmente passado vários anos o nosso primeiro Bulldog chegou.  Isso mesmo, chegou o primeiro e depois o segundo para fazer cia para o primeiro, e depois o terceiro para fazer companhia para o segundo que não gostava de fazer cia para o primeiro, e quando demos conta tinhamos 10 bulldogs em casa.   Não havia intenção alguma de se criar. Apenas de se ter 1 Bulldog. Mas caimos no conto do vigário.  Veio a primeira ninhada. Veio a primeira exposição. Veio a primeira importação e nunca mais paramos.


2 - QUAL A ROTINA DO CANIL?


Temos uma rotina muito divertida e engraçada criada especialmente para nossos gordos, pois sabemos que Bulldog cansado é Bulldog Feliz. Todo animal de estimação tem necessidade de ter uma rotina e precisa ser estimulado diariamente fisica, mentalmente e psicologicamente. Aqui começamos o dia com a refeição principal que chamamos de café da manhã Gordo (rs) , seguido de brincadeiras, horas de descanso, lanchinho da tarde, mais brincadeiras, treino, massagem, hora de cuidar da higiene, suplementos, petiscos, jantar  e tudo isso regado de muito carinho, beijos e atenção. Caso queiram ver em mais detalhes o dia a dia dos nosso gordos por favor visitem nosso site.  


3 - QUAIS AS RECOMENDAÇÕES PARA QUEM ESTÁ PENSANDO EM ADQUIRIR UM BULLDOG?


 Não compre por impulso. Jamais! O maior erro é comprar dessa forma. Estude bem a raça. Saiba o lado bom e o lado ruim de se ter um Bulldog. No nosso site montamos um "QUIZ" para quem pretende adquirir seu gordinho(a). Pode até parecer conversa fiada mas já recebemos vários e-mails de pessoas agradecendo pelo fato de ao responderem o QUIZ chegaram a conclusão de que o Bulldog não era a raça ideal para o seu estilo de vida ou família.  



4 - QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DICAS PARA AQUELES QUE JÁ SÃO PROPRIETÁRIOS?


Poderiamos escrever milhares de dicas aqui como de manutenção, cuidados, doenças etc. Mas vamos aproveitar esse espaço para falar sobre a castração. Se você não pretende criar ( e isso é legal pois não é fácil  ) castre seu gordinho. Você estará oferecendo a ele(a) uma qualidade de vida muito melhor.  Aqui temos um lema muito bacana que é QUEM AMA CASTRA. Não vale a pena ter bebês somente para ver como é ou recuperar o valor investido.  Deixe essa parte complicada para nós criadores. A raça Bulldog Inglês agradece!


5 - E PARA AQUELES QUE PENSAM EM COMEÇAR A CRIAR?


NÃO TENHA PRESSA. O sucesso da criação está em fazer com calma, estudar as linhas de sangue que quer seguir, planejar seus cruzamentos até a 3 geração e aí sim colocar mãos a obra. Não saia comprando filhotes de todos os canis pois no final você vai se arrepender e muito. O ideal é se associar a um ou 2 canis que tenham a sua linha de sangue preferida e fazer parcerias com eles.  Uma dica muito importante para quem está começando e ainda não tem seu Gordo(a) : não compre seu macho ou sua fêmea apenas porque é bem gordinho e tem uma ruga linda. O Bulldog não se resume apenas em ser gordo e enrugado, ele é muito mais do que isso. Para fazer a coisa certa e ter sucesso tem que começar certo, porque se é pra começar errado então nosso conselho é melhor nem começar. Procure adquirir filhotes ou até mesmo jovens de canis que já criam a alguns anos e que tem sucesso comprovado com a raça. Evite comprar seu filhote pelo preço ou de canis que tem sempre muitas ninhadas disponíveis. Em Bulldog Inglês é fato comprovado: você pode adquirir um Bulldog Inglês apenas, ou pode adquirir um Bulldog Inglês de qualidade. Quando falamos um Bulldog de qualidade não nos referimos a ser para exposição, mas que tenha saúde, temperamento correto e sim que seja o mais próximo do padrão da raça possível.  Tudo vai depender também de seu objetivo, porque se é para ser comerciante da raça disfarçado de criador nossa dica é " Por favor nem comece! Os futuros pais e mães de Bulldogs agradecem de coração! "


6 - QUAL O PERFIL DO PROPRIETÁRIO IDEAL?


 Tem que cuidar muito bem. Como um membro da família mesmo. Mas sem exagerar, até porque temos que entender que eles são animais e precisam ser tratados como tal. Amor, carinho, beijos nunca é demais. Mas não podemos transferir nossas carências para eles e querer que assumam lugar de filhos.  Dormir na cama PODE, mas não todo dia ( rs )


7 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O PLANTEL NACIONAL?


Quando comecei a criar a 3 anos atrás, desculpe dizer, mas o plantel nacional deixava muito a desejar. Hoje a cada dia mais me surpreendo com a qualidade dos Bulls que temos no Brasil e ainda mais com as dos bulls da criação Nacional. A qualidade melhorou tão assustadoramente que inclusive a própria CBKC e DOGSHOW criou recentemente o ranking com divisão Nacional e Internacional. Hoje temos criadores ganhando com exemplares de sua criação nos USA em grandes exposições.  E a tendência é que a qualidade melhore a cada ano. Sonho com o dia em que o melhor Bulldog do Brasil será de criação NACIONAL.



8 - AINDA SOMOS UM PAÍS IMPORTADOR DE BULLDOGS? SIM / NÃO E PORQUÊ?


Sim, com toda certeza. Enquanto não houver condições de se importar semem de outros Países, sempre seremos obrigados a recorrer a importação de novos exemplares, pois temos a necessidade de renovar linhas e plantéis periodicamente, senão correremos o risco de que em um futuro bem próximo todos os bulls do Brasil sejem parentes entre si. Primos, tios. avôs, etc... 


9 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS EXPOSIÇÕES NO BRASIL E A QUALIDADE DE NOSSOS ÁRBITROS?


Adoramos levar nossos Bulldogs para exposição, mas confessamos que recentemente decepciona muito ver juízes brasileiros escolhendo bulldogs totalmente fora do padrão da raça como vencedores.  A raça Bulldog é basicamente nova no Brasil e pode-se perceber que os juízes brasileiros tem como base a linhagem americana sabendo muito pouco ou nada da linhagem inglesa.  Raramente um exemplar de linhagem inglesa ganha de um exemplar da linhagem americana. Gostaria muito que os juízes pudessem se reciclar e estudar melhor o padrão da raça e levar menos em consideração o fenótipo que ele(a) prefere.  


10 - QUAL A SUA MAIOR FELIDICADE COMO CRIADOR?


Minha maior felicidade como criadora se resume nos 36 Gordos do meu plantel atual, acrescido de todos os filhotes que já tivemos nesses 3 anos de criação e que hoje são amados e cuidados como reis em suas novas famílias.



11 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS ALTERAÇÕES NO PADRÃO DA RAÇA?


A mudança no padrão da raça foi bastante sutil e bem diferente do que propagavam, ela não mudou exatamente tão para pior. Acho que tudo que vem para melhorar a saúde da raça é bastante válido mesmo que isso signifique um Bull com menos ruga..(rs)  Triste é ver Bulldogs lindos de morrer que mal podem dar um passo que quase morrem e que não conseguem sequer tomar um simples banho de sol sem entrar em colapso térmico. 


12 - O QUE NÃO PODE FALTAR NUM BULLDOG?


De todas, essa foi a pergunta mais difícil... A verdade pra mim é que o Bulldog é um pacote completo. Não acho que exista algo que possa faltar e que irá realmente fazer muita falta ou grande diferença. Mesmo aquele Bulldog onde falta tudo ( orelhas em rosa, osso, ruga ) mesmo assim ele é completo, nem que seja somente aos olhos dos seus donos! 


http://www.fortunecitybulls.com.br/ 
 



Outros Artigos



Voltar