Bulldog Inglês
Idioma: Português Inglês Espanhol
Reserva do Rei Bulldog Inglês

Você está em: Início > Bulldog Inglês > Artigos




Com a palavra, a Criadora Olga Melillo (Simple The Best)


1 - PORQUE O BULLDOG E COMO TUDO COMEÇOU?


Acho que a princípio por ter aquela cara marrenta e ao mesmo tempo ser muito amoroso e engraçado. Meu primeiro contato foi em campeonato de hipismo, onde um veterinário andava com um para cima e para baixo com uma bandana vermelha no pescoço. Achei o máximo aquilo !!!!! Alguns meses depois em um outro campeonato, em ribeirão preto, teve uma feira de filhotes e tinha um bulldog de quase 9 meses a venda, e como uma boa amante de cães que sempre fui eu estava lá vendo os bebês e todos queriam atenção e quando fui brincar com o bulldog o cara me mediu de cima embaixo e virou a cara para mim... rsrsrs . Aquilo me deixou inconformada... Kkkkk como assim ???? Aí fiquei doida nele !!! Minha mãe de cara já dizia que não era para eu comprar pq já tínhamos muitos cães em casa e que se eu chegasse com o cão eu estaria na rua, afinal o bichinho não tinha culpa... No último dia do campeonato, quando acabou tudo o rapaz da loja foi lá e soltou o bulldog num gramado enorme que tem lá na hípica, ele correu, correu, no meio de todo mundo e lá de longe veio em minha direção, se jogou de lado e veio escorregando no meio das minhas pernas.... Acho que não precisava falar mais nada né ? Mas voltei sem o cão.... Durante a semana foi uma luta descobrir o nome da loja e finalmente negociar o preço e ao mesmo tempo negociar com minha mãe. Na quinta - feira, quando ela liberou, minutos depois o meu telefone tocou e era da loja fechando negócio !!! kkkk Lá vamos nós de volta a ribeirão preto buscar o apaixonante gordo !!! Alguns meses depois descobri o criador e ele me disse que tinha nascido uma ninhada e que tinha uma fêmea e daí decidi comprá-la, e foi onde tudo começou mesmo.


2 - QUAL A ROTINA DO CANIL?


Acho que não deve mudar muito da rotina de todos, só tem a diferença é que sou sozinha para cuidar de todos, então tenho que me dividir um pouquinho para cada um e encaixar os compromissos nesse meio tempo.


3 - QUAIS AS RECOMENDAÇÕES PARA QUEM ESTÁ PENSANDO EM ADQUIRIR UM BULLDOG?


Acho que a primeira recomendação é que a pessoa tem que estar muito certa do que está fazendo, que está disposta a tudo por esse cão. Que ela terá gastos com o cão pois será como um filho mesmo. E acho que isso serve para qualquer raça, cachorro custa, cachorro vai ao veterinário, cachorro faz xixi e cocô ... Em segundo se informar se essa raça é compatível com seu estilo de vida. Sempre perguntar bastante ao criador como lidar com eles. Quanto mais perguntas melhor, o criador não vai achar que você está sendo chato !!!


4 - QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DICAS PARA AQUELES QUE JÁ SÃO PROPRIETÁRIOS?


A principal dica cuidado com o calor !!!! As pessoas as vezes não acreditam que o bulldog morre de calor e deixam o cão chegar a um estado que não tem mais volta, daí a culpa é de todos, menos dele que não soube reconhecer que o cão estava ficando de língua roxa. Bulldog não vai ao veterinário a 1 hora da tarde !!!! Bulldog vai ao veterinário às 8 horas da manhã ou no final da tarde. Bulldog não vai fazer caminhadas às 3 horas da tarde. Eu sou da opnião que não temos que ter frescuras em excesso com eles, mas temos que ter cuidados !!! Sim, é um cão, não um bibelô, mas ele exige atenção. Já conversei com pessoas que pareciam que queriam pôr seu bulldog em uma redoma de vidro... Também não é assim.



5 - E PARA AQUELES QUE PENSAM EM COMEÇAR A CRIAR?


Não pense que você achou a mina de ouro, pq você não achou !!!! Criar bulldog é uma paixão e não um meio de ganhar dinheiro. Tenha em mente o objetivo de tirar o bulldog perfeito. Busque uma linha de sangue que te agrade. Estude muuuuuuuito !!!! Faça com muito amor. Só assim você atinge o sucesso.


6 - QUAL O PERFIL DO PROPRIETÁRIO IDEAL?


O perfil do proprietário ideal é aquele que está disposto a aprender sobre a raça, a seguir as recomendações do criador. E que tenha muito amor pelo bebê que está adquirindo. Que tenha consciência que é para a vida toda.


7 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O PLANTEL NACIONAL?


Eu acho que a cada dia que passa a raça está ganhando mais força e os criadores mais dedicados. Mas ainda acontece muito dos criadores não investirem num cão de sua criação. Ainda estão muito preocupados em importar cães pensando em ganhar exposições e não em complementar seu plantel. Temos que apostar no nosso taco e não achar que o de fora que é melhor. Não é não !!! Hoje temos cães de muita qualidade nascidos aqui e podemos fazer tão bonito quanto os lá de fora.



8 - AINDA SOMOS UM PAÍS IMPORTADOR DE BULLDOGS? SIM / NÃO E PORQUÊ?


Acho a importação importante sim, mas com a mentalidade de complementar o plantel. Para trazer um cão de fora você tem que analisar o pedigree dele, a linha de sangue, ver se combina com o sangue que você tem e se têm as características que você pretende complementar.


9 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS EXPOSIÇÕES NO BRASIL E A QUALIDADE DE NOSSOS ÁRBITROS?


Olha, acho complicado julgar a qualidade dos árbitros porque afinal o julgamento é subjetivo e cada um tem um gosto. Então não dá para dizer que o fulano fez certo ou fez errado. Acho que a raça cresceu tanto que naturalmente obriga aos juízes estudarem muito bem o padrão para não dar uma gafe.


 


10 - QUAL A SUA MAIOR FELIDICADE COMO CRIADOR?


Já tive muitas, cada filhote que nasce é sempre uma felicidade. Mas acho que as 3 maiores foram na mundial da Argentina quando ganhei o “Melhor Jovem” com o “Boris” no primeiro dia e eu que estava apresentando, a segunda quando ele ganhou o melhor cão de criação nacional em 2007 e a terceira agora em abril ganhar novamente o melhor cão de criação nacional com o “Cartier”.


11 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS ALTERAÇÕES NO PADRÃO DA RAÇA?


Num geral, em relação a mudar o padrão, eu acho que isso não vai acontecer não. Eu acho muito válido em relação aos criadores se preocuparem mais em relação a respiração e não reproduzir cães com dificuldade respiratória. Cães agressivos também não podem reproduzir. E acho que os criadores precisam ter consciência em relação a consangüinidade, pois em excesso trará cães com problemas de saúde.


12 - O QUE NÃO PODE FALTAR NUM BULLDOG?


O bulldog tem que ser harmonioso, ter uma boa respiração e uma boa índole.


Agradeço a possibilidade de poder compartilhar um pouquinho do meu conhecimento com vocês e acho que os criadores sérios têm a mesma opinião na maioria dos assuntos. Um grande abraço a todos !!!


http://www.simplethebestbulldogs.com.br



Outros Artigos



Voltar