Bulldog Inglês
Idioma: Português Inglês Espanhol
Reserva do Rei Bulldog Inglês

Você está em: Início > Bulldog Inglês > Artigos




Com a palavra, o Criador Frederico Guidorizzi (Selva Morena)


1 - PORQUE O BULLDOG E COMO TUDO COMEÇOU?


Sempre achei o bulldog um cão diferente, particular em todos seus aspectos. Tive meu primeiro contato com um bulldog de um primo. Aí a vontade de conviver com essa raça aumentou, até chegar 2005, quando adquiri minha primeira fêmea. No começo não tinha a intenção de me tornar criador, pois como veterinário, tinha noção das exigências da raça, mas a vontade falou mais alto, e então nasceu o Canil Selva Morena.


2 - QUAL A ROTINA DO CANIL?


Meus bulls ficam em baias independentes, cada uma medindo 10m². Todas são lavadas e desinfetadas diariamente. Cada qual com seu ventilador que são acionados em dias de calor. Sistemas de aspersão também são acionados em dias de muito calor e também em dias de umidade muito baixa, melhorando assim a qualidade do ar dos mesmos.
Os cães são limpos, escovados e higienizados (orelhas e dobras) uma a duas vezes/semana.
Banhos são realizados uma vez/mês.
A cada quatro meses é feita uma vermifugação. Troco o princípio ativo dos vermífugos a cada ano.
Vacinações de reforço são realizadas anualmente nos cães adultos (raiva, V10 e tosse dos canis); nos filhotes é feito o esquema de três vacinas (V10) a cada 21 dias iniciando no 45o dia de vida e raiva no 6o mês de idade.
As fêmeas quando confirmada gestação recebem um cuidado especial com suplementação mineral e vitamínica, que só termina quando os filhotes são desmamados.
Todas as coberturas são feitas através de inseminações artificiais e em 100% dos partos é feito cesária.
Na maternidade, os filhotes quando nascem, ficam em incubadoras até os 15-20 dias de vida. Após isso vão para baias especiais e lá permanecem até entrega para o novo comprador (que acontece após os 60 dias de idade).
Carinho e atenção são dedicados e fornecidos diariamente e à vontade,  a esses cães tão autênticos.


3 - QUAIS AS RECOMENDAÇÕES PARA QUEM ESTÁ PENSANDO EM ADQUIRIR UM BULLDOG?


Compre de criadores sérios, de preferência, filiados a clubes da raça. Se for possível, conheça o canil antes de comprar. Conheça os pais e a rotina do canil. Veja a maneira como os cães são tratados. Retire todas as dúvidas sobre a raça antes de comprar seu Bulldog. São cães diferentes, com exigências diferentes e, que por isso necessitam de atenção, cuidados e de instalações diferentes.



4 - QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS DICAS PARA AQUELES QUE JÁ SÃO PROPRIETÁRIOS?


Procure sempre se atualizar com o que está acontecendo em outros países criadores da raça (Inglaterra, Espanha, Itália, USA, ...)
Procure sempre trocar informações com outros criadores. A troca de informação é sempre benéfica, pois ninguém sabe tudo. Criador sério não esconde nada de ninguém, pois o que ele visa é o melhoramento da raça e isso não se faz apenas em seu canil, mas em todos os canis que querem criar seriamente.


5 - E PARA AQUELES QUE PENSAM EM COMEÇAR A CRIAR?


Arrume um “padrinho”. Tenha um criador como seu conselheiro; principalmente nas primeiras crias, é importantíssimo ter alguém que te ajude. E não só nas crias, mas na orientação da construção do seu canil; qual linha de sangue você vai criar, que tipo de alimento fornecer aos seus bulls e etc etc etc...


6 - QUAL O PERFIL DO PROPRIETÁRIO IDEAL?


Que ame realmente o Bulldog, e que não o tenha apenas para ostentação. Que tenha tempo para cuidar e dar atenção a ele, pois são cães que exigem nosso carinho.


7 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O PLANTEL NACIONAL?


Tem melhorado muito. Muitas importações foram feitas, a maioria trazendo excelentes bulldogs. Exemplo disso foi a Nacional deste ano, que contou com a presença de mais de 80 bulls (de qualidade), sendo que mais de 10 eram Campeões Americanos.



8 - AINDA SOMOS UM PAÍS IMPORTADOR DE BULLDOGS? SIM / NÃO E PORQUÊ?


Sim ainda somos um país importador de Bulldogs. Primeiro porque acho que ainda tem espaço para melhorar a qualidade do plantel nacional (principalmente de fêmeas) e, segundo porque, para alguns criadores, é mais “bonito” falar que tem um bulldog importado. Mas alguns criadores brasileiros já produzem cães de qualidade internacional. Creio que em pouco tempo essa estória se inverterá.


9 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS EXPOSIÇÕES NO BRASIL E A QUALIDADE DE NOSSOS ÁRBITROS?


Não gosto de falar sobre esse assunto, mas em algumas exposições, vê-se claramente que não são os cães que ganham e sim “a ponta da guia” (os handlers que os apresentam). Isso me entristece, pois você faz um trabalho sério na sua criação e, se seu cão não for apresentado por esse ou aquele, não tem chances de vencer.
Com relação aos árbitros nacionais, muito, mas muito pouco mesmo se atualizam; não vejo coerência em alguns julgamentos. Cursos de reciclagem deveriam ser oferecidos a eles e até exigidos para que os mesmos estejam sempre atualizados.
Na minha opinião, os árbitros deveriam ser especialistas em raças ou grupos, pois ao meu ver ninguém consegue ser eficaz julgando todas as raças existentes.



10 - QUAL A SUA MAIOR FELIDICADE COMO CRIADOR?


Ver meus bulldogs felizes e saudáveis. Quando vendidos, vendidos para pessoas que dedicarão o tempo e darão o carinho que eles necessitam. Quando em pistas, que se saiam bem e se possível, que se tornem campeões da raça.


11 - QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS ALTERAÇÕES NO PADRÃO DA RAÇA?


Não sou a favor, acho que estão descaracterizando a raça. A meu ver é possível fazer as alterações pedidas sem descaracterizá-los.


12 - O QUE NÃO PODE FALTAR NUM BULLDOG?
O jeito “bulldog” de ser. Que só conhece quem tem!!


http://www.canilselvamorena.com.br


 



Outros Artigos



Voltar