Bulldog Inglês
Idioma: Português Inglês Espanhol
Reserva do Rei Bulldog Inglês

Você está em: Início > Bulldog Inglês > Artigos




A questão do movimento no Bulldog

Movimento do bulldog
A questão do movimento no Bulldog Pat Perkins (Árbitro Inglês Especializado) O movimento no bulldog é universalmente um dos aspetos mais discutidos da raça. Idealmente, de acordo com o padrão do The Kennel Club (Sociedade Canina Britânica), o cachorro deve mover-se com um característico e peculiar andar pesado e compacto, caminhando com passos rápidos sobre as pontas dos pés dianteiros, dando a impressão de que os pés posteriores tocam levemente no chão. Isto deveria ser o ideal, porém não é o que se vê comumente, o qual não é estranho, na medida de que pouquíssimos cachorros se aproximam da correta formação que estabelece o padrão. Muitos cães podem ser julgados como corretos (isto é, não fisicamente coxos), porém, não coincidem fielmente com o movimento típico do bulldog. Olhando o cachorro de frente, tem-se a largura de peito, com ombros bem musculados, deve vir na tua direção com um movimento paralelo . Quando os ombros são escassos e a frente estreita, mesmo que o movimento seja quase sempre bastante correto, as mãos dianteiras tendem a entortar-se excessivamente para fora. O movimento incorreto mais comum provém de uma frente larga de mais, com os cotovelos soltos e os ossos das patas dianteiras arquejados. Então o movimento se torna esvoaçante, largo nos ombros, juntando os pulsos, e geralmente com pés planos. Como a frente é consideravelmente mais larga que a parte traseira, um leve balanceio (“rolling”) deveria ser evidente quando o cachorro se move. Olhando o cachorro por trás, os quartos traseiros aparecem mais estreitos que a frente e devem mover-se com um passo curto e potente, com os jarretes levemente virados para fora. Observando o cachorro de lado, ele deveria mover-se com facilidade com um passo equilibrado na dianteira e mantendo a correta forma escarpada (“roach back”) na parte posterior. Os bulldogs não foram feitos para mostrar seu correto movimento correndo, é um erro fazê-los correr ao redor do ringue, um rápido caminhar lhes permitirá mover-se de maneira harmoniosa e com o desejado balanceio. Fonte: Abrabull.

Fonte: Abrabull.

Outros Artigos



Voltar